Notícias

16/12/2019

Adapar Realiza Treinamento Inédito para Controlador de Javali

A Adapar realizou no dia 13/12, o primeiro treinamento do País para controladores ambientais de javali, sobre vigilância sorológica para Peste Suína Clássica – PSC, via web conferência, em três municípios diferentes simultaneamente. Os municípios de Concórdia - SC, Curitiba e Maringá participaram da web, juntamente a Federação da Agricultura do Paraná, Exército Brasileiro e Instituto Ambiental do Paraná. Este formato facilitou a participação de profissionais que são referência na área, otimizando tempo e investimento dos envolvidos. No período da tarde, houve treinamento prático para 42 controladores, no campus da Unicesumar em Maringá.

O gerente de Saúde Animal, Rafael Gonçalves Dias, fez a abertura do evento e pontuou a relevância cada vez maior da vigilância e monitoria nas populações asselvajadas para a manutenção do status internacional pela Organização Mundial de Saúde Animal -OIE de área livre de PSC.

Segundo Teotônio de Castro, coordenador do programa de saúde dos suínos da Adapar, o objetivo foi de capacitar os controladores legalizados de javali, para que eles coletem de forma correta as amostras sorológicas destes animais, com ênfase na biossegurança para evitar o contagio de doenças. O treinamento abordou temas como zoonoses, questões ambientais, práticas corretas de coleta e biossegurança.

“Pelos últimos mapas de pesquisa de percepção de presença de javali, censo esse que o Paraná foi pioneiro a realizar no país, a população de suídeos asselvajados só tem aumentado sua distribuição em todo o território estadual e nacional”, relata Teotônio.

Desde 2014, a Adapar vem realizando um trabalho continuado para obtenção de amostras de soros de javalis abatidos em manejos legalizados. Este treinamento contou com uma parceria com a Embrapa Aves e Suínos de Concórdia- SC (Dra. Virgínia Santiago Silva), respeitando as diretrizes do Programa Nacional de Sanidade dos Suínos - PNSS, a fim de fazer vigilância sorológica para PSC. Esta vigilância é necessária para comprovar a não circulação viral no território paranaense, que tem status reconhecido internacionalmente pela OIE como “Área Livre de PSC”.

O javali e os seus cruzamentos, constituem um dos grandes desafios da saúde animal, saúde pública, meio ambiente e produção agropecuária. No primeiro semestre de 2020, será ofertado novo treinamento para controladores de javali.

Fonte: Adapar

Recomendar esta notícia via e-mail:
Topo