Notícias

21/11/2019

Adapar informa sobre a Campanha de Atualização de Rebanho

O Paraná não realiza mais a vacinação contra febre aftosa. A medida foi definida pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, por meio da Instrução Normativa nº 47 de 2019. Esta conquista traz boas perspectivas econômicas para o produtor rural paranaense, visto que há mercados que pagam mais pelos produtos de origem animal, que podem ser alcançados com a medida.

Entretanto, para que o Estado mantenha controle adequado em relação ao quantitativo de seu rebanho e sua movimentação, a Adapar implantou um sistema de atualização de rebanho, que pode ser feito de forma online pelo próprio produtor rural, nas Unidades Locais da Adapar, Escritórios de Atendimento do Município e nos sindicatos rurais. A atualização nos meses de novembro e maio é obrigatória para todos os produtores rurais que detém sob sua responsabilidade, animais de interesse econômico de qualquer espécie. Os produtores que não realizarem a atualização no mês de novembro, ficarão impedidos de transitarem com seus animais de produção.

Situação da Campanha: Até o momento a Adapar identificou que a maior parte dos produtores que tem propriedades rurais cadastradas na Agência, ainda não realizou a atualização do rebanho. Segundo Rafael Gonçalves Dias, Gerente de Saúde Animal da Adapar, os produtores rurais que não realizarem a atualização estarão impossibilitados de movimentar seus animais e podem receber multa pelo não cumprimento da norma.

Considerando a subdivisão do Paraná em 20 Unidades Regionais de atuação da Adapar, as regionais com os índices mais baixos são Londrina, Campo Mourão e Curitiba, e, as em melhor situação são Dois Vizinhos, Guarapuava e Francisco Beltrão. O gráfico abaixo demonstra a situação de cada Unidade Regional quanto ao andamento da Campanha de novembro.

Importância da Atualização: A medida confere transparência ao setor pecuário e auxilia com controles de trânsito do Estado. A responsabilidade da Defesa Agropecuária é compartilhada por todos. Cada um deve fazer sua parte, tanto a iniciativa privada, setor público, universidades e a sociedade como um todo, para que a vigilância e controle sanitário dos animais seja adequada e o Paraná se mantenha como destaque na agropecuária do País.

Serviço: A atualização do rebanho pode ser feita pelo site: http://www.produtor.adapar.pr.gov.br/comprovacaorebanho.

Reportagem sobre Atualização de Rebanho – AgroTur – TV Paraná Turismo

Perguntas e Respostas

Fonte: Adapar

Recomendar esta notícia via e-mail:
Topo